8 de ago de 2011

MATURIDADE CRISTÃO X DECEPÇÃO HUMANA


Quem nunca se decepcionou com alguém?
São nesses momentos de relevos tristes que provamos a nossa maturidade e experimentamos o quanto fomos maduros imaturos diante da situação.

Um dos comportamentos produtores de decepção é a expectativa errada acerca dos outros. Ela é facilmente explicada: todos queremos pertencer, todos queremos nos relacionar. Às vezes, na verdade, queremos ser servidos ou afagados pelas pessoas. Neste trajeto, idealizamos as pessoas, idealizamos os relacionamentos, acabamos esperando demais das pessoas, esperando delas o que não podem dar. Há pais que esperam demais dos seus filhos. Expectativa elevada é fruto de uma frustração elevada.


Recuar, procurar ajuda, conselhos, esperar um pouco antes de agir, orar e principalmente: JEJUAR são algumas atitudes sensatas que podermos tomar diante de situações que envolvem decepção.

Sabemos que a decepção faz parte da vida de cada um de nós. Decepcionar-se, na verdade, é deixar-se surpreender pelo comportamento de alguém, de quem esperávamos outra atitude numa determinada situação.

O problema se torna real quando a atitude nos parece fora do comportamento esperado.

Por isto, o modo como lidamos com a decepção sinaliza nosso nível de maturidade.

O QUE A BIBLIA DIZ SOBRE A DECEPÇÃO:
A Bíblia está cheia de histórias de decepções entre pessoas e até mesmo entre pessoas e Deus.

Decepções inter-humanas
Eis algumas das decepções que marcaram as vidas de muitas pessoas.

Agar amava a Abraão, chegando a lhe dar um filho. No entanto, instigado por Sara, sua também esposa, ele se separou de Agar, expulsando-a de casa. No meio do deserto, para onde teve que fugir com o filho menor, Agar chorou e orou muito. Deus viu a sua dor e fez dela uma nova mulher (Gênesis 21.9-21).

Samuel era um profeta, sacerdote e juiz que fazia tudo por seu povo. Assim mesmo, depois de tantos serviços prestados, os israelitas lhe pediram que lhes escolhesse um rei, que não fosse ele, nem seus filhos. O pedido o deixou enormemente decepcionado. As palavras com as quais quiseram descartar seus líderes foram dolorosas: "Vê, já estás velho, e teus filhos não andam pelos teus caminhos; constitui-nos, pois, agora, um rei sobre nós, para que nos governe, como o têm todas as nações" (1Samuel 8.5). Deus o consolou, dizendo que não era ele a quem o povo rejeitava, mas ao próprio Deus (1Samuel 8.4-22).

Depois de uma vitória militar, Davi voltou para casa, a fim de compartilhar sua alegria. O rei retornou dançando diante de Deus e na presença de homens e mulheres. Tomada pelo ciúme, sua esposa o repreendeu publicamente. Foi mútua a decepção; sua esposa, Mical, decepcionou-se por causa do ciúme; Davi decepcionou-se por causa da falta de compreensão dela. Os dois se separaram

No começo do Cristianismo, Paulo e Pedro se envolveram numa disputa teológica, que terminou com um acordo, selado perante muitas testemunhas e por escrito, que preservava a unidade da Igreja no Espírito Santo. No entanto, algum tempo depois, o apóstolo Pedro decepcionou o apóstolo Paulo quando, diante do seu público judaico, adotou um comportamento contrário ao que fora acertado, talvez em busca do aplauso da platéia.

Paulo teve muitos auxiliares. Alguns deles, como Fígelo e Hermógenes, Demas e João Marcoso abandonaram, infligindo muito sofrimento ao apóstolo.

Decepções do homem com Deus

A Bíblia registra também histórias de decepções com Deus, que tiveram fins trágicos;

Caim prestou um culto a Deus, que não foi aceito, por causa do propósito ilegítimo que tinha ao prestá-lo. Assim mesmo, ele ficou decepcionado com Deus. Como não podia matá-lo, assassinou seu irmão;

Jonas decepcionou-se com Deus, porque Este o chamou para pregar a um povo de quem não gostava. Depois de ter tentado fugir, acabou pregando àquela gente que, para sua decepção, aceitou a sua mensagem. Mesmo depois de corrigido por Deus, preferiu curtir a sua decepção (Com isso, desgostou-se Jonas extremamente e ficou irado [ressentido, em outra versão] em lugar de mudar de atitude).

O discípulo Judas desejou que seu Mestre, Jesus, fosse o Messias político que ele e muitos outros queriam. Como Jesus foi o Messias que ele não esperava, traiu-o, entregando-o à policia política judaica por 30 moedas de prata, dinheiro suficiente para comprar um terreno próprio para abrigar um cemitério . Seu beijo público selou sua decepção, que terminou com uma corda no pescoço
As decepções destes homens e mulheres nos ajudam a fazer uma anatomia de nossas próprias decepções.


AFINAL, PORQUE NOS DECEPCIONAMOS
Só se decepciona com as pessoas quem se relaciona com as pessoas. Quem não quer se decepcionar não deve se relacionar, mas esta hipótese não é possível. Não há como reduzir a zero os nossos relacionamentos.
Em lugar de fugir das pessoas, precisamos aprender a como nos relacionar com elas e verificar como nos temos comportado. Comecemos por perguntar: por que nos decepcionamos?

Temos uma visão errada da natureza humana
Nós nos decepcionamos porque temos uma visão errada da natureza humana, ao nos esquecermos que decepcionar é da condição humana. Devemos nos lembrar que em nós não há bem nenhum.
Recordar o ensino bíblico acerca dos pecados nos ajuda a viver melhor. Há uma lei em mim, que produz a seguinte característica: Quando quero fazer o bem, o mal está junto a mim. A razão disto é que todos [os seres humanos] se desviaram, tornaram-se juntamente inúteis; não há ninguém que faça o bem, não há nem um sequer. Por mais dura que seja esta verdade, esta é a verdade.

Por esta razão, Deus nos ensina a nos relacionar com os homens, mas não a confiar neles. O desafio de Jeremias pode não ser politicamente correto, mas é correto em todos os outros níveis, ao declarar: Assim diz o Senhor: "Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força”.

Agar se decepcionou com Abraão, porque se esqueceu do que Sara podia fazer, por causa do seu ciúme, e do que Abraão podia executar, por causa da sua fraqueza. Mesmo aqueles que são geralmente pessoas bondosas fracassam e decepciona, voluntária ou involuntariamente.

Esperamos demais das pessoas.
Um dos comportamentos produtores de decepção é a expectativa errada acerca dos outros. Ela é facilmente explicada: todos queremos pertencer, todos queremos nos relacionar. Às vezes, na verdade, queremos ser servidos ou afagados pelas pessoas. Neste trajeto, idealizamos as pessoas, idealizamos os relacionamentos, acabamos esperando demais das pessoas, esperando delas o que não podem dar. Há pais que esperam demais dos seus filhos. Há filhos que esperam demais dos seus pais. Expectativa elevada é mãe de uma frustração elevada.

Não podemos esperar que o nosso próximo (mesmo o mais próximo) supra o que, por definição, não pode suprir.
Relacionemo-nos, mas não esperemos gratidão sempre. Só dez por cento das pessoas a quem socorremos, ajudamos e amamos nos socorrerá, nos ajudará e nos amará. O sentido de gratidão é uma exceção espiritual, não um comportamento natural.

Quando só voltaram para agradecer um dos dez leprosos que curara, Jesus, que conhecia a alma humana, mostrou aos seus discípulos o que é a natureza humana. Depois de ter servido por anos ao seu povo, Samuel esperava reconhecimento pelo seu trabalho. Não esperava ser descartado como um velho. Não esperava que seu modo de governar fosse substituído por outro. Samuel se esqueceu do que é a natureza humana.

EM SUMA:
Relacionemo-nos, mas não esperemos que aqueles que têm algo contra nós venham conversar conosco, para buscar o entendimento e, quem sabe, a paz. Isto pode acontecer, mas o padrão humano é nos condenarem sem nos dar a oportunidade de defesa.
Relacionemo-nos, mas não esperemos que aqueles que nos ofenderam venham nos pedir perdão sincero. Isto pode até acontecer, mas o padrão humano

Transforme a decepção num caminho de volta para Deus.
Aquele em Quem podemos realmente confiar. Ela nos lembra quem é o ser humano; ela nos recorda quem somos nós; ela nos apresenta Quem é Deus.
Bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nele está. Salmo 1.

2 de ago de 2011

Breve reflexão em Gênesis 1:27


 

“Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”


A genialidade e bondade de Deus se expressa nesse versículo.
Somos imagem e semelhança de Deus e somos capazes de ser o que quisermos, pois o arquiteto do universo nos fez a imagem e semelhança da perfeição!

Como é possível que a fina camada de pele em sua cabeça produza um fio de cabelo especial?

Porque nasce um tipo de cabelo na cabeça outro para o braço, outro para os cílios e outro para sobrancelhas?


Como você consegue fazer nascer os próprios dentes? E as unhas?


Olhe para suas mãos, explique o porquê elas foram projetadas para segurar algo?


De que maneira seus pulmões continuam respirando independente de sua vontade?


De que modo seu subconsciente o alimenta a todo instante com pensamentos, mesmo enquanto você dorme?


Neste momento, fígado, rins, coração, pâncreas, glândulas salivares, etc., enfim, todos eles estão trabalhando para manter seu corpo em ordem, você nem mesmo tem o poder de desligar ou reativar esses órgãos.


Durante o sono noturno seu coração bombeia cerca de 280 litros de sangue para todo seu corpo, isso apenas no período de uma hora.


Seus pulmões contem 300BILHÕES de pequenos vasos sanguíneos chamados de capilares, todo sangue presente em seu corpo passa pelos pulmões uma vez a cada minuto.


Durante toda sua vida, a medula em seus ossos criará meia tonelada de glóbulos vermelhos.


Você tem músculos nos olhos que se movem cerca de 100 mil vezes por dia e lhe permitem focalizar imagens.


Seu cérebro contem 10 BILHÕES de neurônios que trabalham todo tempo!


Seu estomago produz dois litros de suco gástrico por dia é revestido por 35 MILHÕES de glândulas.


A sua boca tem 8000 células gustativas.


Foi por acaso que seus ouvidos foram planejados para captar som?

Toda essa engenharia humana para um fim especial na vida: SERMOS MAIS QUE VENCEDORES!

Por tanto, SEJA!

Como filho do Rei dos Reis, você tem o poder dEle manifestado em seu ser!

Que Deus abençoe!

A importância de ter um tempo EXCLUSIVO PARA ORAÇÃO!

Hoje em meu devocional/MAPA eu aprendi sobre a importancia de ter um tempo EXCLUSIVO PARA ORAÇÃO! Como é preciosa a lição trazida em Mt 6....