Biografia: Padre Léo.



Tarcísio Gonçalves Pereira, mas conhecido como o Padre Léo, nasceu a 09 de outubro de 1961, no bairro de Biguá, município de Delfim Moreira (MG). Em janeiro de 1982, ingressou no Seminário do Sagrado Coração de Jesus, em Lavras (MG). Ordenou-se sacerdote em dezembro de 1990, na Paróquia Nossa Senhora da Soledade, em Itajubá (MG).


Desde jovem ele se destacou na liderança na Igreja. Antes de entrar no Seminário, foi animador na Pastoral da Juventude, depois, já religioso, assessor diocesano da Renovação Carismática Católica (RCC), em Pindamonhangaba (SP). Como sacerdote, assessorou a juventude da RCC na região Sul do Brasil e foi orientador espiritual da RCC na Arquidiocese de Florianópolis.


Padre Léo foi pregador de retiros, encontros e concentrações em todo o Brasil. Autor de vários livros, entre os quais estão “Tocar o Senhor” (1990), “Servir no Espírito” (1993), “Cura Interior” (1994), “Seja Feliz Todos os Dias” (1998), “Rezando a Vida” (2001) e “Viver com HIV” (2001).


Em 2006, foram lançadas duas novas obras “Gotas de cura interior” e “Buscai as coisas do alto”. Nessa última, o autor mostra a importância de encontrar o sentido para a nossa existência e de prosseguir no caminho, mesmo em meio à dor. “É no alto que está a nossa meta e é por ela que devemos lutar”, destaca em seu livro.

Trabalho evangelizador

Dando prosseguimento ao seu trabalho evangelizador, fundou em 1995 a Comunidade Bethânia, em São João Batista (SC), da qual era presidente. A comunidade católica tem como objetivo acolher e oferecer tratamento a dependentes químicos, alcoólatras e portadores do vírus HIV, além de menores abandonados, e marginalizados em geral.


Através de acompanhamento espiritual e evangelização, com o auxílio de profissionais das áreas da medicina e psicologia, a Bethânia tem ajudado a recuperar dezenas de jovens e a reintroduzí-los na sociedade. Hoje, além de São João Batista, a comunidade tem casas em Curitiba, Foz do Iguaçú e Guarapuava.


Em Curitiba, mais de 400 pessoas já passaram pela comunidade, com um alto índice de recuperação. O período mínimo de permanência na casa é de cinco meses. Muitas, após a recuperação, se “consagram” na comunidade, ou seja, se tornam membros permanentes da Bethânia, trabalhando na recuperação de outros pacientes. Devido a sua atividade na cidade, em 2001 recebeu o Título de Cidadão Honorário de Curitiba.

Renovação Carismática

Padre Léo entrou na Renovação Carismática em 1973 e na Comunidade Canção Nova participou de momentos importantes. Apresentou diversos programas na TV Canção Nova, como “Tenda do Senhor” e “Feliz a Cada dia”, bem como foi locutor na Rádio, no programa “Cantando a Vida”. Além disso, reuniu no Rincão do Meu Senhor e no Centro de Evangelização Dom João Hipólito de Moraes em Cachoeira Paulista milhares de pessoas que participaram de suas palestras.

Última pregação do padre Léo na Canção Nova

A última pregação do padre Léo na Canção Nova foi no ‘Hosana Brasil 2006’: “Buscai as coisas do alto”. Cuja mensagem dizia:


"Quer ser feliz? Busque as coisas do Alto. Esta é a grande palavra que Deus trouxe ao meu coração neste tempo. A doença me tirou tudo: não consigo mais andar sozinho, não enxergo direito. Estou cego do olho direito e vejo apenas cerca de 40% com o olho esquerdo.


Mas veio ao meu coração: "Ai de mim se eu não evangelizar" (1 Coríntios 9,16b). Se dependesse da minha vontade, eu estaria em todos os eventos que estavam previstos na minha agenda para este ano. Mas não depende de mim. Apesar disso, há coisas que eu posso fazer.

Dentre alguns temas de suas mensagens estão:

Pregação: Jesus está disfarçado em sua casa.

As vezes é até dificil falar da grandeza de como Padre Leo pregava sobre a Palavra de Deus.

Ouvi-lo pregar desperta nas pessoas um misto de emoção, envolvimento e alegria.

Essa pregação é muito especial e traz uma importante mensagem para família.





Pregação: A coragem é a força do coração



Nesta Pregação, Padre Léo, vai nos falar que a coragem é o fator que nos impulsiona para Deus, só que se essa coragem canalizada de forma errada, pode nos levar para as mãos do encardido, pois ele veio para roubar, matar e destruir, mas se a usamos de forma correta em Deus, não há nadaque nos impeça de realizar coisas fabulosas.

O cravo bem temperado



Bach é mesmo divino!

13º dia com Propósitos


A adoração que agrada a Deus.


Deus não quer apenas uma parte de sua vida. Ele pede todo o seu coração, toda a sua alma, toda a sua mente e toda a sua força. Deus não está interessado em um comprometimento tímido, em uma obediência parcial ou em sobras de seu tempo e dinheiro. Ele deseja sua total devoção, e não pequenos pedaços de sua vida.

As pessoas freqüentemente dizem “Eu gosto de pensar em Deus como...”, e então contam sobre que tipo de Deus gostariam de adorar. Mas nós não podemos apenas criar nossa própria imagem de Deus, confortável e politicamente correta, e adorá-la. Isso é idolatria.

A adoração deve ser baseada na verdade das Escrituras, e não em nossas opiniões a respeito de Deus. Jesus disse à mulher sama­ritana: Os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura.

“Adorar em verdade” significa adorar a Deus tal como ele é ver­dadeiramente revelado na Bíblia.

Quando adoramos, Deus olha para além de nossas palavras para ver a postura de nossos corações. A Bíblia diz: O homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração.3

Visto que adoração envolve regozijar-se em Deus, ela mobiliza as emoções. Deus lhe deu emoções para que você pudesse adorá-lo com intensidade — mas essas emoções devem ser genuínas, não fingidas. Deus odeia a hipocrisia. Ele não quer exibicionismo, fingimento ou falsidade na adoração. Ele deseja o seu amor sincero e verdadeiro. Podemos adorar a Deus de modo imperfeito, mas não podemos adorá-lo sem sinceridade.Na adoração, devemos “oferecer nossos corpos como sacrifício vivo”. Agora, nós normalmente associamos o conceito de “sa­crifício” com algo morto, mas Deus quer que você seja um sacrifício vivo. Ele quer que você viva por ele! Entretanto, o problema com o sacrifício vivo é que ele pode escapulir do altar, o que muitas vezes acontece. Nós canta­mos Firmes, ó soldados, crentes em Jesus no domingo, e na segunda batemos em retirada.



Um versículo para meditar: Amá-lo de todo o cora­ção, de todo o entendimento e de todas as forças, e amar ao próximo como a si mesmo é mais importante do que todos os sacrifícios e ofertas (Marcos 12.33).

Imagem: Igreja de São Franciso - João Pessoa-PB

12º. dia com Propósitos

Desenvolvendo a amizade com Deus.


A exemplo de qualquer amizade, você deve se esforçar para desen­volver sua amizade com Deus. Isso não acontecerá por acidente. É necessário querer, ter tempo e energia. Se você deseja um vínculo mais profundo e íntimo com Deus, deve aprender a partilhar de forma honesta com ele os seus sentimentos, ter confiança quando ele lhe pedir para fazer algo, aprender a se importar com aquilo com que ele se importa e desejar sua amizade mais do que qualquer outra coisa.

Na Bíblia, os amigos de Deus foram sinceros sobre seus sentimen­tos; freqüentemente reclamando, criticando, acusando e discutindo com seu Criador. Deus, entretanto, não parecia se aborrecer com sua franqueza; na verdade, ele a incentivava.

Deus permitiu que Abraão o questionasse e desafiasse a respeito da destruição de Sodoma. Abraão importunou a Deus sobre o que seria necessário para poupar a cidade, negociando desde cinqüenta até somente dez pessoas justas.

É provável que você precise confessar alguma raiva ou ressenti­mento escondido em relação a Deus em certas áreas de sua vida, nas quais você se sentiu enganado ou decepcionado. Até que tenhamos amadurecido o suficiente para compreender que Deus usa todas as coisas para o nosso bem, abrigamos ressentimentos em relação a Deus por causa de nossa aparência, formação, orações não-respondidas, mágoas do passado e outras coisas que mudaríamos se fôs­semos Deus. As pessoas freqüentemente culpam a Deus por mágoas provocadas por outras pessoas. Isso cria o que William Backus cha­ma de “seus problemas ocultos com Deus”.

Pense nisso!


Um versículo para memorizar: Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês (Tiago 4.8; nlt).


Imagem: Lagoa da Casa central do Parque Ecológico Jardim Botânico - João Pessoa-PB




11ª. dia com Propósitos


Tornando-se amigo de Deus


No Éden, vemos o relacionamento ideal de Deus para conosco. Adão e Eva desfrutavam de uma amizade íntima com Deus. Não existiam rituais, cerimônias ou religião.

Fomos feitos para viver continuamente na presença de Deus, mas após a queda do homem aquele relacionamento ideal foi perdido. Somente umas poucas pessoas no Antigo Testamento tiveram o pri¬vilégio de uma amizade com Deus. Moisés e Abraão foram chamados “amigos de Deus”, Davi foi chamado “um homem segundo o coração de Deus”, e Jó, Enoque e Noé eram amigos íntimos de Deus. Entre¬tanto, medo de Deus, e não amizade, eram mais comuns no Antigo Testamento.

É difícil imaginar uma amizade íntima entre um Deus perfeito, invisível e onipotente e um ser humano limitado e pecador. Não é tão difícil compreender um relaciona¬mento de Mestre para servo, Criador para criatura ou mesmo de Pai para filho; mas o que quer dizer o fato de Deus me querer como amigo? Olhan¬do a vida dos amigos de Deus na Bí¬blia, aprendemos seis segredos para uma amizade com Deus.

Hoje em dia, freqüentemente sentimos que precisamos “escapar” de nossa rotina para adorar a Deus; mas isso somente porque não aprendemos a praticar sua presença durante todo o tempo

Amigos dividem segredos, e Deus irá partilhar com você os seus segredos, se você desenvolver o hábito de pensar em sua Palavra do princípio ao fim do dia. Deus contou seus segredos a Abraão e fez o mesmo com Daniel, Paulo, os discípulos e outros amigos

Um versículo para memorizar
: O Senhor é amigo chega¬do de quem o respeita e lhe obedece (Salmos 25.14a; BV).

Imagem: Paradisíca praia do Coqueirinho - João Pessoa - PB

10ª. dia com Propósitos





A ESSÊNCIA DA ADORAÇÃO

A verdadeira adoração — agradar a Deus — acontece quando você se entrega totalmente a ele. Repare que a primeira e a última palavra desse versículo são a mesma: oferecer.
A adoração consiste exatamente em oferecer-se a Deus.

O ato da rendição pessoal é conhecido de muitas formas: consa­gração, fazer de Jesus o seu Senhor, carregar a cruz, morrer para si próprio, submeter-se ao Espírito Santo.

“O motivo pelo qual muitos ainda estão angus­tiados, buscando e progredindo lentamente é que ainda não chega­ram ao fim de si mesmos. Nós ainda tentamos comandar e meter o bedelho no trabalho que Deus realiza dentro de nós”.

Não somos Deus nem jamais seremos; somos humanos! É quando tentamos ser Deus que acabamos mais parecidos com Satanás, o qual quis a mesma coisa.

Aceitamos nossa humanidade intelectualmente, mas não emocionalmente. Quando diante de nossas limitações, reagimos com irritação, raiva e ressentimentos. Desejamos ser mais altos (ou mais baixos), mais inteligentes, mais fortes, mais talentosos, mais bonitos e mais ricos. Queremos ter tudo e fazer tudo, e ficamos deprimidos quando isso não acontece. Então, quando percebemos que Deus deu a outros características que não temos, reagimos com inveja, ciúmes e autopiedade.
A rendição se manifesta mais claramen­te na obediência e na confiança. Você diz “Sim, Senhor” a tudo o que ele lhe pede; dizer “Não, Senhor” seria uma contradi­ção. Você não pode chamar a Jesus de Se­nhor, quando se recusa a obedecer. Após uma noite de fracassos na pescaria, Pedro foi um exemplo de rendi­ção quando Jesus lhe mandou tentar novamente: Mestre, esforçamo-nos a noite inteira e não pegamos nada. Mas, porque és tu quem está dizendo isto, vou lançar as redes.12 Pessoas que se entregaram a Cristo obedecem à Palavra de Deus mesmo que ela não faça sentido.
Você sabe que se rendeu a Deus quando depende dele para resol­ver as coisas, em vez de insistir em manipular outras pessoas, forçar sua programação diária e controlar a situação. Você larga mão e deixa Deus trabalhar. Você não tem de estar sempre “no controle”. A Bíblia diz: Entregue-se ao Senhor e espere pacientemente por ele.13 Em vez de tentar com mais afinco, confie mais. Você também sabe que está entregue a Deus quando não reage a críticas ou não tem o ímpe­to de defender-se. Corações entregues a Deus se destacam em relaci­onamentos. Você não pressiona os outros, não exige seus direitos nem é egoísta quando está entregue a Deus.
Um versículo para memorizar: Entreguem-se comple­tamente a Deus, para que ele use vocês a fim de faze­rem o que é direito (Romanos 6.13b; ntlh).

Uma pergunta para meditar: Que área de minha vida estou evitando entregar nas mãos de Deus?
Imagem: Monumento turistico da Cruz da Menina em Patos-PB - Lugar de adoração




Divino mestre da música: BACH!


Hoje eu vou abrir um parêntese muito significativo para falar desse surpreendente mestre da música clássica barroca.

A minha admiração por Bach começou no final da minha adolescência. Nessa época eu já tinha ouvidos “curiosos” para música clássica, mas foi em uma biblioteca pública, no setor de multimídia que descobri a genialidade desse notável compositor ao lançar os olhos em uma dedicatória de uma de suas obras (Suites Para Violoncelo) o que inicialmente despertou minha curiosidade e encantamento.

Bach é considerado um dos maiores e mais influentes compositores da história da música suas músicas combinam o que de mais fino nos estilos Italiano, Francês e Alemão. Um detalhe interessante é que as suas melodias freqüentemente oferecem mais emoção do que transparece, é algo mágico e quase incompreensível.

Particularmente gosto de escutar Bach para ler, estudar, escrever, meditar e orar, ou seja em momentos em que permito que minha mente seja aquietada.

Cada melodia é uma descoberta!

Na obra Minueto (bem no começo) lembra uma canção de ninar;
Já Badinerie lembra festas e palácios;
Ave Maria em harpa e violino (que na minha opinião é a melhor versão) é uma declaração de amor a mãe de Jesus.
Tocatta And Fughe In Minor é o emocionante!
E claro, não poderia faltar O Cravo bem temperado que tem dois volumes de músicas para teclado com 24 conjuntos de Prelúdios e Fugas, todas lindíssimas! Na Cantata BWV2 (Ach Gott, vom Himmel sieh darein) é possível sentir-se nos braços de Deus! Sua tradução é de uma espiritualidade ímpar!

"Ah Deus, olha-nos do céu
E tem piedade de nós!
Que escassos são teus fiéis
E em que abandono, nós pobres, estamos!
Não se permite mais que tua palavra seja verdadeira
E, além do mais, a fé está se extinguindo
Entre todos os filhos dos homens."

(Violino I, Oboé I/II e trombone I com sopranos; Violino II e trombone II com contraltos; Viola e trombone III com tenores; trombone IV e baixos com baixo contínuo)

"Quero, Senhor, conservar a tua Palavra
Para este indigno povo.
Encomendamos a ti, cuida de nós
Para que não sejamos pervertidos.
A multidão ímpia nos rodeia
Enquanto teu polvo
Exalta os eleitos."

Bach sem dúvida, é divino e eleito o meu predileto entre os clássicos eruditos!


Para conhecer mais:

Orquestrais :
Concertos de Brandenburgo nº 1 a 6, BWV1046-51
Suíte nº 1 em dó BWV 1066
Suíte nº 2 em si menor BWV1067
Suíte nº 3 em ré BWV 1068
Suíte nº 4 em ré BWV 1069.

Coral:
Magnificat em ré BWV 243
Paixão segundo São Mateus BWV 244
Paixão segundo São João BWV 245
Oratório de Natal BWV 248

Peças para Teclado:
48 Prelúdios e Fugas CBT - BWV 846-93
Fantasia e fuga em lá menor BWV904
Concerto italianoBWV 971
Variações Goldberg BWV 988

Peças para Órgão:
Fantasia e fuga em lá menor BWV 537
Prelúdio e fuga em lá menor BWV 543
Tocata e fuga em ré menor BWV565
Tocata e fuga em mi BWV 566

Música de Câmara:
Sonatas para Flauta BWV 1013, 1020,1031 a 1034
A arte de fuga BWV 1080
Oferenda musical BWV 1079

Prelúdios corais:
O pequeno livro para órgão BWV 599 a 644



Série Grandes Personagens Bíblicos - A vida de Salomão e o seu exemplo.

*Primeiro Post da Série Grandes Personagens Bíblicos - Blog Espaço de Cristo

Após assistir o excelente filme que retrata a vida de Salomão, um dos principais personagens bíblicos, mencionado, sobretudo, no Livro dos Reis, filho do Rei David com Bate-Seba, e que teria se tornado o terceiro rei de Israel, governando durante cerca de quarenta anos e tido como um dos melhores monarcas do reinado; percebo como este foi um homem abençoado - tido como o homem mais sábio do universo, que conseguiu consolidar o Reino de seu Pai, evitando derramamento de sangue e com enorme senso de equidade.

A História de Salomão (que significa Pacífico) é surpreendente pois, apesar de ser homem aprazível aos olhos do Senhor cometeu uma série de erros, sobretudo no final de seu reinado que reforçam sua qualidade de "frágil humano". Salomão era um Homem possuidor de imensos desejos carnais, chegou a possuir mais de 700 esposas e 300 concubinas e que demonstrava imensa inquietude em sua alma deixou-se desviar dos caminhos do Verdadeiro Rei de Israel. Ademais por ser o responsavel pelo incentivo ao comercio e a processo de popularização do reinado deixou Israel ser contaminada por várias deidades pagãs razão pela qual foi castigado a a ver seu imperio ser dividido e seu filho praticamente perder a coroa governando apenas uma das tribos (Juda).
"Na realidade ele poderia ter ido de força em força, de glória em glória, aproximando-se cada vez mais da semelhança com o caráter divino.

(...)
Através da obediência, os israelitas poderiam ter permanecido como cabeça das nações da Terra. Deus faria com que fossem exaltados "em louvor, em nome e em glória sobre todas as nações que criou, para que sejas povo santo ao Senhor teu Deus, como tem dito." Deuteronômio 26:1. "Todos os povos da Terra", disse Moisés, "verão que és chamado pelo nome do Senhor, e terão temor de ti." Deuteronômio 28:10. "Os povos que ouvirem todos estes estatutos, dirão: Este grande povo é realmente sábio e entendido." Deuteronômio 4:6."
fonte: http://www.asd-mr.org.br/biblioteca/salomao/cap01.htm
Como Salomão, muitas vezes começamos bem a caminhada segundo os preceitos do nosso Senhor, contudo por sentimentos de auto-suficiencia, exaltação e orgulho deixamos de gozar os frutos que Ele planejou pra nos e nos entregamos ao trágico destino que é a perca da salvação e padecimento do nosso espírito. Este excelente trecho de artigo teológico elucida com precisão a decandencia do Sábio Governante:
"Gradual mas seguramente a vida de Salomão corrompeu-se pela conformidade com os costumes mundanos. Ao tomar em consideração a norma de justiça seguida pelas nações pagãs, começou a perder de vista o padrão da lei de Deus. Unindo-se em matrimônio com mulheres adoradoras de falsos deuses, entregou-se por fim à idolatria. O caráter que tinha sido puro e elevado deslustrou-se e degradou-se. A mente que, consagrada a Deus, fora uma vez inspirada a escrever as preciosas palavras de sabedoria encontradas no livro de Provérbios – aquela mente nobre – através das más associações e constante condescendência, tornou-se fraca em força moral. Salomão desonrou a si mesmo, a Israel e a Deus.
(...) Devemos manifestar nosso amor e temor a Deus pela recusa em conformar-nos à norma de direito prevalecente no mundo. Cuidemos para não nos afastarmos da simplicidade de nossa fé. A norma do direito que aos cristãos cumpre seguir deve ser sempre a norma apresentada nas Sagradas Escrituras. Devemos estar sempre precavidos contra toda influência mundana capaz de enfraquecer nossa força moral" .fonte: http://www.asd-mr.org.br/biblioteca/salomao/cap01.htm


A importância do nome.

O nome significa na simbologia bíblica a intimidade mais íntima de cada pessoa. Deus diz que nos chama "pelo nome".

De outra banda, o povo nem ousava pronunciar o nome de Deus, ainda mais em vão. Era pecado mortal.
Nome é coisa santa.

Na Bilbia, Deus costumava mudar o nome das pessoas quando eleitos, então, Abrão vira Abraão; Simão vira Pedro e Saulo vira Paulo.

Novelas influenciam divórcio.

Um estudo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) sugere uma ligação entre as populares novelas da TV Globo e um aumento no número de divórcios no Brasil nas últimas décadas.
Na pesquisa, foi feito um cruzamento de informações extraídas de censos nos anos 70, 80 e 90 e dados sobre a expansão do sinal da Globo – cujas novelas chegavam a 98% dos municípios do país na década de 90. Segundo os autores do estudo, Alberto Chong e Eliana La Ferrara, "a parcela de mulheres que se separaram ou se divorciaram aumenta significativamente depois que o sinal da Globo se torna disponível" nas cidades do país.
Além disso, a pesquisa descobriu que esse efeito é mais forte em municípios menores, onde o sinal é captado por uma parcela mais alta da população local.
Instrução
Os resultados sugerem que essas áreas apresentaram um aumento de 0,1 a 0,2 ponto percentual na porcentagem de mulheres de 15 a 49 anos que são divorciadas ou separadas.
"O aumento é pequeno, mas estatisticamente significativo", afirmou Chong.
Os pesquisadores vão além e dizem que o impacto é comparável ao de um aumento em seis vezes no nível de instrução de uma mulher. A porcentagem de mulheres divorciadas cresce com a escolaridade.
O enredo das novelas freqüentemente inclui críticas a valores tradicionais e, desde os anos 60, uma porcentagem significativa das personagens femininas não reflete os papéis tradicionais de comportamento reservados às mulheres na sociedade.
Foram analisadas 115 novelas transmitidas pela Globo entre 1965 e 1999. Nelas, 62% das principais personagens femininas não tinham filhos e 26% eram infiéis a seus parceiros.
Nas últimas décadas, a taxa de divórcios aumentou muito no Brasil, apesar do estigma associado às separações. Isso, segundo os pesquisadores, torna o país um "caso interessante de estudo".
Segundo dados divulgados pela ONU, os divórcios pularam de 3,3 para cada 100 casamentos em 1984 para 17,7 em 2002.
"A exposição a estilos de vida modernos mostrados na TV, a funções desempenhadas por mulheres emancipadas e a uma crítica aos valores tradicionais mostrou estar associada aos aumentos nas frações de mulheres separadas e divorciadas nas áreas municipais brasileiras", diz a pesquisa.
Fonte:BBC

Padre Léo no Youtube




As lindas mensagens do Padre Léo:

*Amor não se compra - Parte 1 de 10
http://www.youtube.com/watch?v=k80a7i1CNOs
*Amor não se compra - Parte 2 de 10
http://www.youtube.com/watch?v=uQjHRtbNJQQ
*Amor não se compra - Parte 3 de 10
http://www.youtube.com/watch?v=mJahcFcOKkI
*Amor não se compra - Parte 4 de 10
http://www.youtube.com/watch?v=Cvz7lLAa_V4
*Amor não se compra - Parte 5 de 10
http://www.youtube.com/watch?v=YprLiYgP7n4
*Amor não se compra - Parte 6 de 10
http://www.youtube.com/watch?v=-vxNChpAEkA
*Amor não se compra - Parte 7 de 10
http://www.youtube.com/watch?v=HGqK9Xk2h3c
*Amor não se compra - Parte 8 de 10
http://www.youtube.com/watch?v=fHodISVxTbw
*Amor não se compra - Parte 9 de 10
http://www.youtube.com/watch?v=g7qzbS-88hg
*Amor não se compra - Parte 10 de 10 (Final)
http://www.youtube.com/watch?v=8Pxyvki7LWI
*Hosana Brasil:
http://www.youtube.com/watch?v=6w9-ZhL7ZI4
*Palestra sobre o ressentimento:
http://www.youtube.com/watch?v=7aADfk1qIv4
*Padre leo - 31/07/2006
http://www.youtube.com/watch?v=-14LIcS3P1c
*CNMOBILE- PADRE LEO:
http://www.youtube.com/watch?v=tpkcA6q_3uA
*"Homenagem 1" ao padre leo(Muito Bom):
http://www.youtube.com/watch?v=hMNwI4IoK_8
*"Homenagem 2"Padre Léo ...minha homenagem em nome de todos
http://www.youtube.com/watch?v=bNjr6usC9b4
*FORÇA PADRE LÉO!:
http://www.youtube.com/watch?v=vv4KT5shcSs
*Padre Léo, Padre Fábio bastidores Canção Nova:
http://www.youtube.com/watch?v=E554tvTixYE

Livro: buscai as coisas do alto.



“É preciso ter uma meta, e a nossa meta é muito grande. Quem se acostuma com coisa pequena não pode ir para o céu. O céu é para quem sonha grande, pensa grande, ama grande e tem a coragem de viver pequeno. Isso é o céu.”


Encontrar uma meta e manter o passo firme em direção às coisas que estão no Alto é próprio daqueles que sabem superar os desafios e que não se deixam abater diante das dificuldades. Para aqueles que não querem parar nem desanimar diante dos problemas, eis o ensinamento de Pe. Léo: é preciso continuar!
Em Buscai as coisas do Alto, o autor nos mostra a importância de encontrar o sentido para a nossa existência e de prosseguir no caminho, mesmo em meio à dor. É no Alto que está a nossa meta e é por ela que devemos lutar.
Para alcançar as coisas do alto, precisamos cultivar a paz. E essa paz também é no sentido interior. Ela não significa que você vai estar todo dia alegre, todo dia feliz. O triunfo da paz significa uma conquista; significa que vamos passar por problemas, por dificuldades. Em alguns dias, você vai estar para baixo e não com a mesma disposição de sempre, porque você é humano e precisa colocar o pé no chão, mas os olhos devem estar fixos em nosso alvo, Jesus. Ele é nossa paz, nosso modelo.

Defesa do aborto e a reação da igreja.


Após reação da Igreja, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou revisão do trecho que defende o aborto no decreto (assinado por ele) que instituiu o 3º Programa Nacional de Direitos Humanos, alegando que o texto não traduz a posição do governo. Haverá alteração ainda no trecho sobre a apuração de excessos praticados na ditadura.

Pela nova redação, o documento deverá manifestar uma defesa genérica do aborto, exclusivamente dentro dos limites estabelecidos por Lula nos seus discursos: no contexto de saúde pública -para salvar a vida da mãe, por exemplo. As críticas ao documento devem, portanto, se deslocar da área religiosa para as entidades ligadas às questões da mulher.

Como foi publicado pelo “Diário Oficial da União”, no dia 22 de dezembro, o plano estabelece “apoiar a aprovação do projeto de lei que descriminaliza o aborto, considerando a autonomia das mulheres para decidir sobre seus corpos”.

Na nova redação, será suprimida a parte que fala da autonomia, pois caracteriza apoio à decisão íntima de interromper a gestação, mas não é a posição do governo e de Lula.

Em discurso pelo Dia Internacional da Mulher, em março de 2009, ele declarou ser, “como cristão, contra o aborto”. A legislação atual só permite o aborto, desde que praticado por médico, nos casos de estupro ou de risco de morte da mãe. Nos demais casos, a gestante que aborta pode ser punida com detenção de até três anos, e o médico ou outra pessoa que provoque o aborto pode ter pena de reclusão de até 20 anos.

Em reunião ontem, Lula disse querer “resolver isso logo” porque a polêmica sobre o caso foi grande e desproporcional.

A revisão do documento está sob responsabilidade da Casa Civil, chefiada por Dilma Rousseff. Ela está sendo poupada dos debates sobre o plano.

A origem da principal polêmica é a criação da comissão da verdade, na diretriz 23, que colocou em lados opostos o Ministério da Defesa e a Secretaria de Direitos Humanos, que fez a redação final do plano.

Uma fórmula considerada de meio-termo seria mudar a parte em que o plano determina investigações de violações de direitos humanos cometidas pela “repressão política”, que significa apurar só os crimes de tortura e morte cometidos pelos agentes do Estado.

A expressão seria suprimida, deixando que um projeto de lei enviado ao Congresso especificasse os alvos da apuração.

A Casa Civil ainda analisa a viabilidade dessa forma, enquanto Lula chama Nelson Jobim (Defesa) e Paulo Vannuchi (Direitos Humanos) para conversar entre hoje e amanhã para chegar a um consenso.

Para o governo, a questão é, no fundo, de ordem semântica.

A revisão promovida pela Casa Civil abrange a questão do aborto e da comissão da verdade, mas não contempla polêmicas levantadas por ruralistas e de direito à informação. Na versão do Planalto, o ministro Reinhold Stephanes (Agricultura) só reclamou do texto “para satisfazer a sua base eleitoral”.

No caso da imprensa, será mantida a expressão “controle social e democrático” do Estado sobre os meios de comunicação, pois trata-se de “posição de governo”.

Fonte: Folha de São Paulo

Pesquisar este blog