11ª. dia com Propósitos


Tornando-se amigo de Deus


No Éden, vemos o relacionamento ideal de Deus para conosco. Adão e Eva desfrutavam de uma amizade íntima com Deus. Não existiam rituais, cerimônias ou religião.

Fomos feitos para viver continuamente na presença de Deus, mas após a queda do homem aquele relacionamento ideal foi perdido. Somente umas poucas pessoas no Antigo Testamento tiveram o pri¬vilégio de uma amizade com Deus. Moisés e Abraão foram chamados “amigos de Deus”, Davi foi chamado “um homem segundo o coração de Deus”, e Jó, Enoque e Noé eram amigos íntimos de Deus. Entre¬tanto, medo de Deus, e não amizade, eram mais comuns no Antigo Testamento.

É difícil imaginar uma amizade íntima entre um Deus perfeito, invisível e onipotente e um ser humano limitado e pecador. Não é tão difícil compreender um relaciona¬mento de Mestre para servo, Criador para criatura ou mesmo de Pai para filho; mas o que quer dizer o fato de Deus me querer como amigo? Olhan¬do a vida dos amigos de Deus na Bí¬blia, aprendemos seis segredos para uma amizade com Deus.

Hoje em dia, freqüentemente sentimos que precisamos “escapar” de nossa rotina para adorar a Deus; mas isso somente porque não aprendemos a praticar sua presença durante todo o tempo

Amigos dividem segredos, e Deus irá partilhar com você os seus segredos, se você desenvolver o hábito de pensar em sua Palavra do princípio ao fim do dia. Deus contou seus segredos a Abraão e fez o mesmo com Daniel, Paulo, os discípulos e outros amigos

Um versículo para memorizar
: O Senhor é amigo chega¬do de quem o respeita e lhe obedece (Salmos 25.14a; BV).

Imagem: Paradisíca praia do Coqueirinho - João Pessoa - PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentário(s)

Pesquisar este blog