Qual o seu momento espiritual hoje?


Resultado de imagem para lendo a bíblia e orando


Geralmente quando inciamos a caminhada com Cristo passamos por várias fases. 

comigo também foi e é assim.
Uma época bem marcante na minha vida foi quando comecei a ouvir louvores, depois descobri as pregações, ouvi várias denominações, em todas deixou em mim uma marca, um aprendizado. 

Confesso que o momento mais marcante mesmo foi quando percebi que tudo que eu precisava mesmo era do meu encontro diário com Cristo e por meio da Sua Palavra descobri de maneira pessoal e única de como Ele fala comigo e principalmente, o que Ele quer dizer especificamente pra mim.

Ainda gosto de ouvir pregaçoes, louvores, mas a sistemática de ler a Palavra de Deus, pura e simplesmente, sem precisar de outros intermédios ou intermediarios, isso tem me impactado e aos poucos fazer com que eu quisesse viver as disciplinas espi1rituais contidas na mensagem de Deus. Que Jesus abençoe você

Esperança e força de vontade.

Tem uma frase que diz: quem espera sempre alcança! Será?
Será que também não cansa?! E pior, perde o interesse!
Esperança e força de vontade são duas palavras  que se complementam.
Esses dias estive refletindo acerca de pesquisas que apontam que pessoas viciadas em tecnologia e cujo comportamento esta atingindo a economia mundial.
Perde-se o controle da própria vida, e ao invés de dominadores somos dominados e acabamos doentes, sem esperança e desmotivados, pois se não houver esperança e forca de vontade o homem perde o interesse na vida, é o que nos alerta Pv. 18:14

Mulher moderna x submissão no casamento.

Eu estava procurando uma imagem na net para começar a me inspirar sobre o assunto e apareceu essa imagem, um casal, recebendo as alianças no dia do casamento, o homem amparando a mão da mulher com as alianças, símbolo da União matrimonial.
Apareceu outra imagem também, um casal orando com a Palavra do Senhor, na imagem, o homem abraça a mulher e a conduz proporcionando segurança e proteção  por meio desse abraço.

A mulher moderna trabalha, cuida de si, da canoa, do marido, paga as contas, procura na maioria das vezes manter o lado social e aprendeu que precisa se adotar pra dar conta de tudo isso, afinal, os tempos são outros!

Quanto a submissão, ela é independente, capaz ate de fazer tudo que o homem faz, a mídia diz até que faz até melhor que os homens!
Será?

Antes do meu casamento eu iniciei um projeto profissional com meu noivo, conversamos bastante, oramos, dividimos as tarefas e pronto, tido certo! Eu cuidava do administrativo e financeiro e ele do operacional.
Nesse período eu me enchi de orgulho pois a cada evolução positiva do nosso negocio, eu recebia muitos elogios da minha destreza e capacidade, e isso foi crescendo dentro de mim e para mim eu achava que me fazia bem, pois me tornava otimista e me motivava a ir além, e eu ia! 

Trabalhamos muito! Chegamos a entrar madrugada a dentro, de sol a sol, e aquilo ao mesmo tempo que era cansativo, era empolgante!

Mas onde entra mesmo a submissão miss tudo mesmo?

Entra no dia que casamos e colocamos em prática o nosso projeto de família: vamos ter um filho!

Eu na minha pequenez (pra não dizer orgulho) pensei logo: e quem é que vai cuidar do setor administrativo e financeiro do escritório? Eu me achava tão o máximo que no intimo da minha autossuficiência imaginava que ninguém me substituiria! 

Ai veio a necessidade junto com a fragilidade e os cuidados que a gravidez exigia, e não é que eu tive que desacelera mesmo! Que embora nos meus quase oito meses, barriga pesando, sentindo o quadril se alargando cada vez mais anunciando a chegada do nosso pequeno e eu ali, sentindo insubstituível!

Ai teve um momento que parei! E na minha ausência, acompanhando de longe vi meus pensamentos todos se frustarem, um a um! Pois tudo tava dando certo e caminhando bem sem mim, que de ajudadora, eu passei pra ser ajudada, que isso ne fez ver que ninguém é tão bom ao ponto de ser ou se sentir insubstituível, alias, bom mesmo sóDeus!

Que talvez a maior lição que todos esses acontecimentos me trouxeram foi que na submissão eu encontro acolhimento nos braços fortes do meu esposo, que demonstrando minhas fraquezas, eu sou fortalecida e não humilhada, que pedindo ajuda, eu encontro conforto nos seus ombros largos, que servindo com alegria e amor meu esposo eu recebo tudo isso de volta e quando ele não está pronto a me recompensar como eu mereço, o Senhor me recompensa, pois os olhos do Senhor estão por toda parte.
 Que ser submissa não diminui a mulher nem fortalece o marxismo, alias, fortalece é a autoconfiança e a responsabilidade  nos homens.
Um dos maiores exemplos de submissão que conheço na bíblia é de Sara, que chamava seu esposo de meu Senhor!
Maria, mãe de Jesus também me ensina com seu exemplo de silencio e descrição.
E tenho por mim que quando Deus fez a mulher Ele a fez para ser protegida e amada, no sentido mais literal e romântico da palavra.

Carta para uma sogra!


Querida sogra, bem que eu poderia e deveria ser uma nora melhor pra você!Hoje eu andei revirando as fotos do meu baú amoroso e me deparei com as fotos de quando eu conheci seu filho, e me lembrei dos meus pensamentos e lembranças da época, a primeira vez em que fui apresentada a você, e me preocupei em causar uma boa impressão, que você gostasse de mim, afinal, eu estava querendo conquistar seu maior tesouro: seu filho!

E hoje, esposa do seu maior tesouro, e também mãe, vejo qual difícil foi para você o dia do meu casamento com seu filho! aquela frase: estou lhe entregando o meu maior tesouro, agora faz totalmente sentido pra mim.Devo-lhe gratidão e perdao! Sim, perdao, pois deveria ter sido mais companheira e grata pois verdadeiramente recebi de você um tesouro valioso que me deu de presente maravilhoso: meu filho, seu neto da qual pretendo, assim como você dá o meu melhor com esperanças de que meu filho encontre uma boa nora para mim!

A exemplo de Rute que amava tanto sua sogra, Noemi, que se recusou a deixá-lasozinha (Rt 1.15-18). Noemi deve ter sido uma sogra boa, amorosa, cuidadosa,que tratava as noras como a filhas (Rt 1.11,12).Quando leio a história de Noemi, no livro de Rute, sempre tenho a impressão deque ela foi uma sogra sábia, amorosa e bondosa.Loide também é um belo exemplo. Ela morava com sua filha, Eunice (que eracasada com um homem grego) e o neto, Timóteo. A presença de Loide, com umafé genuína em Deus, marcou de uma maneira tão positiva a vida de Timóteo quePaulo fez menção a ela (II Tm 1.5).

Jejum conforme a Bíblia:


 Mais que uma prática religiosa, o jejum é adotado desde a antiguidade com vários propósitos.
A primeira vez que o verbo jejuar está registrado na Bíblia, encontra-se em Juízes, 20:26 e refere-se a um jejum de AGRADECIMENTO que o povo de Israel fez, por terem conseguido vingar o ultraje feito a um levita.

»JUÍZES [20]
26- Então todos os filhos de Israel, o exército todo, subiram e, vindo a Betel, choraram; estiveram ali sentados perante o Senhor, e jejuaram aquele dia até a tarde; e ofereceram holocaustos e ofertas pacíficas perante ao Senhor.

Em l Samuel, 7:6, temos uma outra forma de jejum, que é o jejum de ARREPENDIMENTO. O povo de Israel, exortado por Samuel, se derramou perante o Senhor, jejuou e se propôs a retirar do meio de si os deuses estranhos e as astarotes (baalins, deuses falsos), e voltar-se novamente para o Senhor.

Em l Samuel, 31:13 e ll Samuel, 1:12, encontramos uma forma de jejum, que não é propriamente um jejum religioso, mas um jejum de TRISTEZA, quando o povo de Israel jejuou, pranteou e chorou por Saul e Jônatas.

»II SAMUEL [1]
11- Então pegou Davi nas suas vestes e as rasgou; e assim fizeram também todos os homens que estavam com ele;
12- e prantearam, e choraram, e jejuaram até a tarde por Saul, e por Jônatas, seu filho, e pelo povo do Senhor, e pela casa de Israel, porque tinham caído à espada.

Em ll Samuel, 12:16 temos um jejum de INTERCESSÃO pessoal, por uma pessoa da família, quando Davi fez um jejum rigoroso a favor do filho que teve com a mulher de Urias. Não foi bem sucedido, nem aceito o seu jejum, porque a criança estava ferida de morte pelo próprio Deus.

Em Neemias, 1:4, temos um outro jejum de intercessão, feito pelo profeta Neemias , onde além da intercessão, ele demonstrava toda a sua tristeza pelo estado em que se encontrava a cidade de Jerusalém. Era uma demonstração de tristeza e era uma forma de intercessão a favor da cidade que fora desolada e das pessoas que ficaram cativas.

No livro de Ester, temos um jejum em BUSCA DE FORTALECIMENTO pessoal para enfrentar um problema específico. Ester, além de jejuar, convocou o povo a se solidarizar com ela em jejum para se fortalecer pessoalmente e conmparecer diante do rei para fazer uma reivindicação pessoal a favor de todo o povo.
  
Em Mateus, 15:32, temos referência ao jejum desnecessário, que é o PASSAR FOME simplesmente.

»MATEUS [15]
32- Jesus chamou os seus discípulos, e disse: Tenho compaixão da multidão, porque já faz três dias que eles estão comigo, e não têm o que comer; e não quero despedi-los em jejum, para que não desfaleçam no caminho.

Em Mateus, 17:21, o nosso Senhor Jesus Cristo refere-se a um outro jejum, de FORTALECIMENTO ESPIRITUAL, para enfrentar certa casta de demônios, que só pode ser expulsa à força de muita oração e jejum.

»MATEUS [17]
21- [mas esta casta de demônios não se expulsa senão à força de oração e de jejum.]

Em Zacarias,7:5, encontramos uma advertência do próprio Deus, em relação aos jejuns que fazemos. Quase todos os jejuns que estamos habituados a fazer, são feitos para nós mesmos. Para pedir alguma coisa a Deus, para agradecer por alguma graça alcançada, para interceder por alguma causa ou pessoa, para se fortalecer para enfrentar os embates da vida diária, etc. Todos, jejuns feitos em causas pessoais, não são feitos especialmente para Deus.

O jejum feito exclusivamente para Deus, é aquele em que nos privamos, por um tempo, de alguma coisa ou de alimentação, apenas em adoração ao Deus Todo-Poderoso. Esse é para Ele, os outros são para nós mesmos.

Nosso Senhor Jesus Cristo nos diz “como” jejuar:

»MATEUS [6]
16- Quando jejuardes, não vos mostreis contristrados como os hipócritas; porque eles desfiguram os seus rostos, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.
17- Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto,
18- para não mostrar aos homens que estás jejuando, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

A disciplina do jejum deve ser em adoração, reverência, respeito, contrição… em homenagem ao nosso Deus TODO Poderoso!


FONTE: Bíblia Sagrada.

Exemplo de Vida Profissional:


​            
Quanto a vós outros, servos, obedecei a vosso senhor segundo a carne com temor e tremor, na sinceridade do vosso coração, como a Cristo,não servindo à vista, como para agradar a homens, mas como servos de Cristo, fazendo, de coração, a vontade de Deus;servindo de boa vontade, como ao Senhor e não como a homens,certos de que cada um, se fizer alguma coisa boa, receberá isso outra vez do Senhor, quer seja servo, quer livre.


            E vós, senhores, de igual modo procedei para com eles, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor, tanto deles como vosso, está nos céus e que para com ele não há acepção de pessoas.(Efésios. 6.5-9)

            O trabalho é algo digno. Jesus o dignificou na vida pessoal (ele e

era carpinteiro -- Marcos 6.3), ao viver e declarar: "Meu Pai continua trabalhando até hoje, e eu também estou trabalhando. (...) O Filho não pode fazer nada de si mesmo; só pode fazer o que vê o Pai fazer, porque o que o Pai faz o Filho também faz" (João 5.17, 19).

 

Testemunho no seu trabalho, não importa qual seja ele. Diferencie-se pela ética no trabalho e pela ética do trabalho.

            Deixe um espaço para o voluntariado. Use seu conhecimento para ajudar outras pessoas na sua área profissional. Use seu tempo para ajudar outras pessoas, dentro e fora de sua área profissional. Lembre-se : você vive no ínterim: seu emprego final está na pátria celeste: por enquanto estamos indo para lá, lugar definitivo: enquanto estamos indo, sejamos os melhores aqui.

            Jesus é um dos líderes de maior influência em toda história da humanidade. Sem olhar do ponto de vista religioso, encontramos Nele muitas qualidades de um líder: paciência, humildade, compromisso, respeito, perdão entre outras.

            Jesus em um dos seus discursos disse "quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos", em nossas palavras "Aquele que quer ser um líder deve aprender a servir", o líder deve sempre dar um bom exemplo de responsabilidade, compromisso, integridade e maturidade, sendo recíproco com suas ações.

            A liderança servidora é marcada pela capacidade de inspirar, influenciar, apoiar e mobilizar os liderados para alcance das metas e objetivos do grupo e também pessoais. Liderar é amar, aprender, respeitar, influenciar... é ser o primeiro a exercer uma tarefa, é estar à frente em qualquer circunstância, é tomar uma decisão para o benefício do grupo e não para fins próprios, é proporcionar um ambiente de conhecimento, é preparar novos líderes e resumidamente servir.

            Liderar é servir e nada mais, em continuação de seu discurso Jesus disse que não veio ao mundo para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgates de muitos. Percebe-se desde o início da história que Ele deixou um grande exemplo de liderança e de como ser um cidadão correto e íntegro.


Texto com adaptações

            E vós, senhores, de igual modo procedei para com eles, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor, tanto deles como vosso, está nos céus e que para com ele não há acepção de pessoas.(Efésios. 6.5-9)

            O trabalho é algo digno. Jesus o dignificou na vida pessoal (ele e

era carpinteiro -- Marcos 6.3), ao viver e declarar: "Meu Pai continua trabalhando até hoje, e eu também estou trabalhando. (...) O Filho não pode fazer nada de si mesmo; só pode fazer o que vê o Pai fazer, porque o que o Pai faz o Filho também faz" (João 5.17, 19).

 

Testemunho no seu trabalho, não importa qual seja ele. Diferencie-se pela ética no trabalho e pela ética do trabalho.

            Deixe um espaço para o voluntariado. Use seu conhecimento para ajudar outras pessoas na sua área profissional. Use seu tempo para ajudar outras pessoas, dentro e fora de sua área profissional. Lembre-se : você vive no ínterim: seu emprego final está na pátria celeste: por enquanto estamos indo para lá, lugar definitivo: enquanto estamos indo, sejamos os melhores aqui.

            Jesus é um dos líderes de maior influência em toda história da humanidade. Sem olhar do ponto de vista religioso, encontramos Nele muitas qualidades de um líder: paciência, humildade, compromisso, respeito, perdão entre outras.

            Jesus em um dos seus discursos disse "quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos", em nossas palavras "Aquele que quer ser um líder deve aprender a servir", o líder deve sempre dar um bom exemplo de responsabilidade, compromisso, integridade e maturidade, sendo recíproco com suas ações.

            A liderança servidora é marcada pela capacidade de inspirar, influenciar, apoiar e mobilizar os liderados para alcance das metas e objetivos do grupo e também pessoais. Liderar é amar, aprender, respeitar, influenciar... é ser o primeiro a exercer uma tarefa, é estar à frente em qualquer circunstância, é tomar uma decisão para o benefício do grupo e não para fins próprios, é proporcionar um ambiente de conhecimento, é preparar novos líderes e resumidamente servir.

            Liderar é servir e nada mais, em continuação de seu discurso Jesus disse que não veio ao mundo para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgates de muitos. Percebe-se desde o início da história que Ele deixou um grande exemplo de liderança e de como ser um cidadão correto e íntegro.

Texto com adaptações

            E vós, senhores, de igual modo procedei para com eles, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor, tanto deles como vosso, está nos céus e que para com ele não há acepção de pessoas.(Efésios. 6.5-9)

            O trabalho é algo digno. Jesus o dignificou na vida pessoal (ele e

era carpinteiro -- Marcos 6.3), ao viver e declarar: "Meu Pai continua trabalhando até hoje, e eu também estou trabalhando. (...) O Filho não pode fazer nada de si mesmo; só pode fazer o que vê o Pai fazer, porque o que o Pai faz o Filho também faz" (João 5.17, 19).

 

Testemunho no seu trabalho, não importa qual seja ele. Diferencie-se pela ética no trabalho e pela ética do trabalho.

            Deixe um espaço para o voluntariado. Use seu conhecimento para ajudar outras pessoas na sua área profissional. Use seu tempo para ajudar outras pessoas, dentro e fora de sua área profissional. Lembre-se : você vive no ínterim: seu emprego final está na pátria celeste: por enquanto estamos indo para lá, lugar definitivo: enquanto estamos indo, sejamos os melhores aqui.

            Jesus é um dos líderes de maior influência em toda história da humanidade. Sem olhar do ponto de vista religioso, encontramos Nele muitas qualidades de um líder: paciência, humildade, compromisso, respeito, perdão entre outras.

            Jesus em um dos seus discursos disse "quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos", em nossas palavras "Aquele que quer ser um líder deve aprender a servir", o líder deve sempre dar um bom exemplo de responsabilidade, compromisso, integridade e maturidade, sendo recíproco com suas ações.

            A liderança servidora é marcada pela capacidade de inspirar, influenciar, apoiar e mobilizar os liderados para alcance das metas e objetivos do grupo e também pessoais. Liderar é amar, aprender, respeitar, influenciar... é ser o primeiro a exercer uma tarefa, é estar à frente em qualquer circunstância, é tomar uma decisão para o benefício do grupo e não para fins próprios, é proporcionar um ambiente de conhecimento, é preparar novos líderes e resumidamente servir.

            Liderar é servir e nada mais, em continuação de seu discurso Jesus disse que não veio ao mundo para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgates de muitos. Percebe-se desde o início da história que Ele deixou um grande exemplo de liderança e de como ser um cidadão correto e íntegro.

Texto com adaptações

            E vós, senhores, de igual modo procedei para com eles, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor, tanto deles como vosso, está nos céus e que para com ele não há acepção de pessoas.(Efésios. 6.5-9)

            O trabalho é algo digno. Jesus o dignificou na vida pessoal (ele e

era carpinteiro -- Marcos 6.3), ao viver e declarar: "Meu Pai continua trabalhando até hoje, e eu também estou trabalhando. (...) O Filho não pode fazer nada de si mesmo; só pode fazer o que vê o Pai fazer, porque o que o Pai faz o Filho também faz" (João 5.17, 19).

 

Testemunho no seu trabalho, não importa qual seja ele. Diferencie-se pela ética no trabalho e pela ética do trabalho.

            Deixe um espaço para o voluntariado. Use seu conhecimento para ajudar outras pessoas na sua área profissional. Use seu tempo para ajudar outras pessoas, dentro e fora de sua área profissional. Lembre-se : você vive no ínterim: seu emprego final está na pátria celeste: por enquanto estamos indo para lá, lugar definitivo: enquanto estamos indo, sejamos os melhores aqui.

            Jesus é um dos líderes de maior influência em toda história da humanidade. Sem olhar do ponto de vista religioso, encontramos Nele muitas qualidades de um líder: paciência, humildade, compromisso, respeito, perdão entre outras.

            Jesus em um dos seus discursos disse "quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós será servo de todos", em nossas palavras "Aquele que quer ser um líder deve aprender a servir", o líder deve sempre dar um bom exemplo de responsabilidade, compromisso, integridade e maturidade, sendo recíproco com suas ações.

            A liderança servidora é marcada pela capacidade de inspirar, influenciar, apoiar e mobilizar os liderados para alcance das metas e objetivos do grupo e também pessoais. Liderar é amar, aprender, respeitar, influenciar... é ser o primeiro a exercer uma tarefa, é estar à frente em qualquer circunstância, é tomar uma decisão para o benefício do grupo e não para fins próprios, é proporcionar um ambiente de conhecimento, é preparar novos líderes e resumidamente servir.

            Liderar é servir e nada mais, em continuação de seu discurso Jesus disse que não veio ao mundo para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgates de muitos. Percebe-se desde o início da história que Ele deixou um grande exemplo de liderança e de como ser um cidadão correto e íntegro.

Texto com adaptações

OS QUATRO PILARES DO CASAMENTO (Culto doméstico, oração, jejum e adoração)

OS QUATRO PILARES DO CASAMENTO

(Culto doméstico, oração, jejum e adoração)

 

CULTO DOMÉSTICO:

 

1. É bíblico – Deus recomendou em Deuteronômio 6.7. "Sentado em tua casa" quer dizer sentar com a família para falar de Deus e das coisas espirituais. Timóteo aprendeu em casa, com a avó Loide e a mãe Eunice.

2. Fortalece os laços familiares – Dissensões, inimizades e separações dificilmente acontecem numa família que cultua a Deus e medita em sua Palavra diariamente.

3. Edifica e fortalece a vida cristã de cada indivíduo, deixando nele marcas indeléveis.

4. Necessidades e vitórias são compartilhadas em orações.

5. É momento para tirar dúvidas a respeito da Bíblia e da vida cristã.

6. É oportunidade preciosa para apresentar aos filhos e a outras pessoas o plano de salvação. Que privilégio para os pais saberem que seu filho aceitou Jesus no culto em família!

7. É momento de testemunho. As orações e os cânticos podem ser ouvidos pela vizinhança, despertar interesse e atingir os corações.

 

A ORAÇÃO:

 

O momento da oração é a oportunidade que temos enquanto cristãos de nos relacionar de maneira mais intima com Deus colocando diante dEle nossas petições, gratidões, motivos de oração e principalmente, apresentando nosso ser e refletindo acerca de nossos atos e comportamentos. Esse momento de oração pode ser vivido na modalidade pessoal e familiar.

 Jesus insistiu na necessidade da oração; pois as dificuldades pessoais e da família não são somente de ordem natural, mas também espiritual.  

A Família e o casamento são obras de Deus, o casal precisa estar armado com a graça de Deus para vencer suas ciladas e maldades.

Jesus mandou:

"É necessário orar sempre sem jamais deixar de fazê-lo" (Lc 18,1);

"Vigiai e orai para que não entreis em tentação" (Mt 26,41a);

"Pedi e se vos dará" (Mt 7,7). 

Sem oração, nenhum de nós fica de pé espiritualmente e ninguém consegue fazer a vontade de Deus. A razão é muito clara: "Porque sem mim nada podeis fazer" (Jo 15,5).

 

 

JEJUM

 

            O tipo de jejum que Deus deseja é o de um coração disposto a dizer: "Sim, Deus. O período do jejum é um especial momento de reflexão com Deus. Feito com um objetivo claro alcança-se verdadeiros milagres.

            No Velho Testamento encontramos diferentes propósitos para o jejum:

            Consagração – O voto do nazireado envolvia a abstinência/jejum de determinados tipos de alimentos (Nm 6.3,4);

            Arrependimento de pecados – Samuel e o povo jejuando em Mispa, como sinal de arrependimento de seus pecados (1 Sm 7.6, Ne 9.11);

Luto – Davi jejua em expressão de dor pela morte de Saul e Jônatas, e depois pela morte de Abner. (2 Sm 1.12 e 3.35);

Aflições – Davi jejua em favor da criança que nascera de Bate-Seba, que estava doente, à morte (2 Sm 12.16-23); Josafá apregoou um jejum em todo Judá quando estava sob o risco de ser vencido pelos moabitas e amonitas (2 Cr 20.3);

Buscando Proteção – Esdras proclamou jejum junto ao rio Ava, pedindo a proteção e benção de Deus sobre sua viagem (Ed 8.21-23); Ester pede que seu povo jejue por ela, para proteção no seu encontro com o rei (Et 4.16);

Em situações de enfermidade – Davi jejuava e orava por outros que estavam enfermos (Sl 35.13);

Intercessão – Daniel orando por Jerusalém e seu povo (Dn 9.3, 10.2,3)

b) Nos Evangelhos

Preparação para a Batalha Espiritual – Jesus mencionou que determinadas castas só sairão por meio de oração e jejum, que trazem um maior revestimento de autoridade (Mt 17.21);

Estar com o Senhor – Ana não saía do templo, orando e jejuando freqüentemente (Lc 2.37);

Preparar-se para o Ministério – Jesus só começou seu ministério depois de ter sido cheio do Espírito Santo e se preparado em jejum (prolongado) no deserto (Lc 4.1,2);

Em Atos dos Apóstolos vemos a Igreja praticando o jejum em diversas situações, tais como:

Ministrar ao Senhor – Os líderes da igreja em Antioquia jejuando apenas para adorar ao Senhor (At 13.2);

Enviar ministérios – Na hora de impor as mãos e enviar ministérios comissionados (At.13:3);

Estabelecer presbíteros – Além de impor as mãos com jejum sobre os enviados, o faziam também sobre os que recebiam autoridade de governo na igreja local, o que revela que o jejum era um princípio praticado nas ordenações de ministros (At 14.23).

Nas Epístolas só encontramos menções de Paulo de ter jejuado (2 Co 6.3-5; 11.23-27).

 

 

ADORAÇÃO

 

            Invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás" (Sl 50.15).

             O tema central do Salmo 50 é a adoração verdadeira a Deus, o legítimo louvor ao Senhor, o louvor que Lhe é agradável. Adoração verdadeira começa com a Criação: "Fala o Poderoso, o Senhor Deus, e chama a terra desde o Levante até o Poente" (v.1). A real finalidade da Criação é louvar a Deus. É o que nos diz o Salmo 19.1: "Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos".

            A verdadeira adoração revela a grandeza e a glória de Deus

"Desde Sião, excelência de formosura, resplandece Deus. Vem o nosso Deus e não guarda silêncio; perante ele arde um fogo devorador, ao seu redor esbraveja grande tormenta" (vv.2-3).

 

Pesquisar este blog